Notícias

Jan 07, 2015

Legislação tributária

Diante do alto grau de complexidade da legislação tributária e das mudanças constantes que se agravam diariamente, as empresas carregam grande dificuldade em acompanhar de ponta a ponta tais alterações e acabam por perder a oportunidade de resgatar créditos ou verificar a fundo se existem pagamentos feitos a maior.

A verdade é que tantas modificações mais atrapalham do que ajudam, e de fato deveria ocorrer a tão desejada reforma tributária de uma vez por todas, sendo bem pensada antes de ser colocada em prática para evitar os constrangimentos advindos dessas modificações.

Enquanto as empresas de todo o Brasil esperam a correção, simplificação e organização na legislação tributária chegam a pagar R$ 550 mil a mais do que devem em tributos federais. Isso pode acontecer por diversos motivos, mas o principal se tornou justamente o fato de haver, por dia, mais de 31 alterações nas Leis. Não há contador que consiga acompanhar toda essa bagunça tributária.

Porém, esse nó pode se desfazer a partir do momento em que uma empresa contrata um serviço de RTF – Revisão de Tributos Federais. Este tem por objetivo identificar de modo administrativo, oportunidades tributárias não verificadas, analisando as bases de cálculo, alíquotas e apurações do IRPJ, CSLL, PIS, COFINS e IPI dos últimos cinco anos da escrituração contábil da empresa, de acordo com a legislação fiscal em vigor.

Entretanto, o empresário que buscar tal serviço, deve verificar se a empresa a ser contratada realmente faz a verificação da documentação contábil dos últimos 5 anos da contratante, pois, se não houver esse trabalho em profundidade, a consultoria prestadora de serviços estará realizando um trabalho por amostragem, oferecendo um grande risco para o seu cliente. Nesse caso a empresa trabalharia com a suposição de que tudo o que foi identificado na documentação analisada (últimos 6 meses ou 1 ano) também é válida para os últimos 5 anos, ou seja, o trabalho será realizado em cima de uma suposição e não em cima de documentos que comprovem o crédito.

Fora este ponto, é sempre bom verificar se a prestadora de serviços oferece algum seguro e informar-se se esta oferece acompanhamento, como uma assessoria na compensação dos tributos. Depois que houver tais certificações, contratar os serviços de Revisão de Tributos Federais pode ajudar muitas empresas a saírem do vermelho e reaquecerem seus negócios.

Fonte: contadores.cnt.br
Autor: José Carlos Braga Monteiro


Veja também:
Seminário Fecomércio MG
Jan 17, 2017

Seminário Fecomércio MG

O Conselho de Assuntos Tributários da Fecomércio MG realiza, com o apoio da ABRADT, no dia 9 de fevereiro, o Seminário de Direito para debater temas da área. Inscrições gratuitas e limitadas!
Congresso de Direito Tributário OAB
Out 30, 2015

Congresso de Direito Tributário OAB

Será realizado essa semana, amanhã (05) e sexta-feira, o Congresso Internacional de Direito Tributário.
ABRADT realiza sorteio em fanpage
Jun 11, 2015

ABRADT realiza sorteio em fanpage

ABRADT vai sortear no dia 18 de junho dois livros sobre Direito Tributário, entre os seus associados. As obras têm a coordenação da especialista em Direito Tributário, Misabel Abreu Machado Derzi. Participe!
Carta de Belo Horizonte
Nov 07, 2014

Carta de Belo Horizonte

XVIII Congresso Internacional de Direito Tributário inova na aprovação de um documento com melhorias para as políticas tributárias brasileiras.
OAB questiona artigo do CPC
Set 29, 2014

OAB questiona artigo do CPC

OAB questiona frente ao STF a aplicação de rito previsto no artigo 739-A e seus respectivos parágrafos, do Código de Processo Civil (CPC)
Imposto de Renda 2015
Fev 05, 2015

Imposto de Renda 2015

O prazo para declaração de Imposto de Renda em 2015 vai começar em 2 de março e terminar em 30 de abril. Confira as situações que obrigam o contribuinte a declarar.