Notícias

Abr 08, 2015

Nova promoção ABRADT

POST-Promoção-de-Livro-ABRADT1 (2)

A Associação Brasileira de Direito Tributário vai sortear em sua Fanpage (facebook.com/abradtbrasil) quatro exemplares do livro Consultor Tributário: Estudos Jurídicos. A obra reúne trabalhos jurídicos dos tributaristas Gustavo Brigagão, Heleno Taveira Torres, Igor Mauler Santiago e Roberto Duque Estrada, que versam a respeito de diversos temas de direito tributário. O lançamento do livro será no dia 14 de abril, na Livraria Travessa do Shopping Leblon, no Rio de Janeiro.

Sobre os autores

– Gustavo Brigagão, sócio do escritório Ulhôa Canto, Rezende e Guerra Advogados, é presidente da Associação Brasileira de Direito Financeiro e professor da Fundação Getúlio Vargas.

– Heleno Taveira Tôrres, professor titular do Departamento de Direito Econômico, Financeiro e Tributário da Faculdade de Direito da USP, é livre-docente (USP), doutor (PUC-SP), mestre (UFPE) e especialista em Direito Tributário (Università di Roma/La Sapienza).

– Igor Mauler Santiago, sócio do escritório Sacha CalmonMisabel Derzi Consultores e Advogados, é mestre e doutor em Direito Tributário pela Universidade Federal de Minas Gerais e membro da Comissão de Direito Tributário do Conselho Federal da OAB e da diretoria da Associação Brasileira de Direito Tributário.

– Roberto Duque Estrada, advogado no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, é sócio do escritório Xavier, Duque Estrada, Emery, Denardi Advogados.

Regulamento da promoção: 

1. O participante precisa ter uma conta (perfil) no Facebook.

2. O participante deve curtir a fanpage da ABRADT (facebook.com/abradtbrasil) e se inscrever na promoção através da aba “Sorteio”.

4. A promoção terá início às 18h do dia 08 de abril de 2015 e se encerra no dia 15 de abril de 2015, terça-feira, às 17h.

5. O primeiro sorteio será realizado às 17h do dia 13 de abril de 2015. O segundo sorteio será realizado às 17h do dia 17 de abril. Ambos pela ferramenta wishpond.com, de forma automática, entre os participantes que seguiram todos os passos acima.

6. A equipe da ABRADT divulgará os dois vencedores de cada sorteio por meio das redes sociais e enviará uma mensagem inbox para orientar sobre o resgate do prêmio.

7. O ganhador terá o prazo de dois dias para entrar em contato com a ABRADT para retirada do prêmio.

Atenção:

Esta campanha é de cunho exclusivamente cultural, sem qualquer modalidade de pagamento pelos concorrentes. Quaisquer dúvidas, divergências ou situações não previstas neste regulamento serão julgadas e decididas de forma soberana e irrecorrível pela ABRADT. A distribuição do prêmio desta promoção é gratuita e não está veiculada à compra.


Veja também:
Aumento de Carga Tributária
Mar 09, 2015

Aumento de Carga Tributária

A proposta do governo federal de elevar as alíquotas da folha de pagamento de 59 setores, se aprovada pelo Congresso Nacional, causará impactos diretos aos usuários do transporte urbano.
Contribuição previdenciária
Dez 21, 2014

Contribuição previdenciária

A presidente Dilma Rousseff vetou, integralmente, o projeto de lei que reduz a contribuição previdenciária do patrão e do empregado doméstico.
Lançamento em breve
Abr 01, 2015

Lançamento em breve

Livro "Consultor Tributário: Estudos Jurídicos" reúne artigos dos especialistas em Direito Tributário Gustavo Brigagão, Heleno Torres, Igor Mauler Santiago e Roberto Duque Estrada. Lançamento dia 14 de abril.
Gastos médicos
Dez 18, 2014

Gastos médicos

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) negou pedido de restituição de valores do IR feito por uma moradora de MG, referentes a tratamento geriátrico em uma instituição de atendimento a idosos.
Notas explicativas
Nov 28, 2014

Notas explicativas

A implementação dos “International Financial Reporting Standards” (IFRS) pelas empresas brasileiras, a partir de 2008, sem dúvida alguma, aumentou a qualidade das suas demonstrações financeiras.
Impostos sobre riqueza
Dez 05, 2014

Impostos sobre riqueza

No Brasil, a simples menção a um aumento nos impostos é garantia de turbulência para o governo. No caso do tributo sobre grandes fortunas, previsto na Constituição Federal e jamais aplicado, o tema só foi lembrado nas eleições