Notícias

Jan 21, 2015

Reflexos da alta do IOF

Dentre as medidas de aumento de impostos anunciadas pelo governo nesta semana, a elevação do IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras) é a que afeta o bolso dos contribuintes de forma mais direta. Com a mudança, o consumidor pode passar a pagar centenas de reais a mais em operações de crédito, como no financiamento de veículos.

A Anefac (Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) realizou algumas simulações para mostrar exatamente qual é o impacto desse aumento no bolso dos brasileiros.

A medida determina a elevação da alíquota de IOF de 1,50% ao ano para 3,00% ao ano para operações de crédito realizadas em até 365 dias. Além disso, foi mantida a taxa adicional de IOF, que desconta um percentual fixo de 0,38% do valor transacionado em cada operação.

Enquanto algumas linhas de crédito sofrerão aumentos de 20 ou 30 reais, outras, que envolvem valores mais altos, como é o caso do financiamento de veículos, já terão um acréscimo que pode chegar a mais de 400 reais.

Veja a seguir como o aumento do IOF eleva o custo final de sete operações de crédito, segundo simulação realizada pela Anefac.

1) Financiamento de uma geladeira, em 12 meses, no valor de 1.500 reais com taxa de juros média de 4,85% ao mês

Antes, com IOF de 1,50% ao ano, o consumidor pagaria 12 parcelas de 170,96 reais, totalizando um valor de 2.051,52 reais. Agora, com IOF de 3,00% ao ano, o consumidor passará a pagar 12 prestações de 173,48 reais, totalizando 2.081,76 reais.

A elevação do IOF representará, portanto, um aumento de 2,52 reais na prestação e de 30,24 reais no total do financiamento.

2) Utilização do limite do cheque especial por 20 dias no mês no valor de 5 mil reais com taxa de juros média de 8,92% ao mês

Antes, com IOF de 1,50% ao ano, o correntista pagaria 350,58 reais de juros mais IOF. Agora, com IOF de 3,00% ao ano, o consumidor passará a pagar 355,09 reais.

A elevação do IOF acrescenta 4,51 reais à cada prestação mensal da dívida.

3) Utilização do rotativo do cartão de crédito no valor de 3 mil reais com taxa de juros média de 11,22% ao mês

Antes, com IOF de 1,50% ao ano, o consumidor pagaria 351,69 reais de juros mais IOF. Agora, com IOF de 3,00% ao ano, o consumidor passará a pagar 355,38 reais.

Com a elevação do IOF, cada prestação fica 3,69 reais mais cara.

4) Empréstimo pessoal em banco, por 12 meses, no valor de 4 mil reais, com taxa de juros média de 3,61% ao mês

Antes, com IOF de 1,50% ao ano, seriam pagas 12 parcelas mensais de 424,45 reais, ou 5.093,40 reais ao final do empréstimo. Agora, com IOF de 3,00% ao ano, o devedor pagará 12 parcelas de 430,70 reais, totalizando 5.168,40 reais.

O aumento do IOF eleva o valor da prestação em 6,25 reais e representa um acréscimo de 75 reais no custo final do financiamento.

5) Empréstimo pessoal em financeira, por 12 meses, no valor de 2 mil reais, com taxa de juros média de 7,34% ao mês

Antes, com IOF de 1,50% ao ano, o consumidor pagaria 12 parcelas mensais de 261,21 reais, totalizando um valor de 3.134,52 reais. Agora, com IOF de 3,00% ao ano, as parcelas passam a ser de 265,05 reais e o valor final totaliza 3.180,60 reais.

A elevação do IOF representará um acréscimo de 3,84 reais à cada prestação e de 46,08 reais no total do financiamento.

6) Financiamento de um carro, em 12 meses, no valor de 25 mil reais com taxa de juros média de 1,84% ao mês

Antes, com IOF de 1,50% ao ano, o comprador pagaria 12 parcelas mensais de 2.384,83 reais, ou 28.617,96 reais ao final do financiamento. Agora, com IOF de 3,00% ao ano, serão 12 parcelas mensais de 2.419,94 reais, ou 29.039,28 reais no total.

A alta do IOF gera um aumento de 35,11 reais nas prestações e de 421,32 reais no valor final financiamento.

7) Financiamento de um carro, em 36 meses, no valor de 25 mil reais com taxa de juros média de 1,84% ao mês

Tanto antes, como agora, o consumidor pagaria 36 parcelas mensais de 973,77 reais, totalizando 35.055,72 reais.

A elevação do IOF não representa nenhum acréscimo nesse caso porque o prazo do financiamento é superior a 365 dias. Como a elevação do imposto se limitou ao prazo de um ano, financiamentos de prazos superiores a esse mantêm a alíquota anterior do IOF.

Fonte: Exame.com


Veja também:
Está aberto o período para submissão de artigos!! RAFDT N°5 / Ano 3
Jan 14, 2019

Está aberto o período para submissão de artigos!! RAFDT N°5 / Ano 3

ATENÇÃO! A Revista ABRADT/FÓRUM De Direito Tributário – RAFDT abre chamada pública para o recebimento de artigos que poderão compor a edição de número 05, ano 03 da publicação. Os textos precisam ser inéditos e devem ser enviados até o dia 27 de fevereiro de 2019, exclusivamente através do e-mail revista@abradt.org.br. Para mais detalhes e […]
Curso gratuito sobre o Novo CPC
Ago 07, 2015

Curso gratuito sobre o Novo CPC

ABRADT Jovem promove encontro para o debate entre tributaristas e processualistas visando à estruturação dinâmica de novas formas de resolução de conflitos, pautadas no ideário proposto pelo NCPC no dia 19 de agosto, em Belo Horizonte.
Como se comportar em eventos científicos e profissionais
Set 12, 2017

Como se comportar em eventos científicos e profissionais

  Estar entre os maiores nomes e especialistas de sua área é uma excelente oportunidade para fazer bons contatos e absorver conhecimentos preciosos – mas não é garantia de sucesso. Para assegurar um bom aproveitamento social e acadêmico de eventos como congressos, feiras e convenções é preciso investir atenção e cuidado a um aspecto muito […]
IR 2014: restituições liberadas
Fev 09, 2015

IR 2014: restituições liberadas

A Receita Federal liberou a consulta ao segundo lote de restituições liberadas da malha fina do imposto de renda 2014. Declarações enviadas à Receita entre 2008 e 2013 também estão no lote.
Mai 04, 2018

↘Da série: “eventos imperdíveis que a Abradt apoia”… No dia 15 de maio, a Federaminas, através do seu Conselho Estadual de Assuntos Tributários (Ceat), realizará o debate final de propostas para alteração da legislação que rege o contencioso administrativo de Minas Gerais. O evento será realizado no auditório térreo da Fiemg, das 14h às 17h. […]
Grupos Prêmio Misabel Derzi
Ago 17, 2016

Grupos Prêmio Misabel Derzi

As inscrições para o Prêmio Misabel Derzi encerraram na última sexta-feira, 12/08. Conheça os grupos que participarão do julgamento simulado do caso “Inclusão do ICMS na Base de Cálculo do PIS/COFINS”.