Notícias

Dez 06, 2014

Regime Fiscal

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, decidiu reduzir de 20% para 17% a alíquota máxima da tributação de renda de pessoas jurídicas no conceito de país com tributação favorecida e regime fiscal privilegiado, os chamados “paraísos fiscais”.

Na prática, a mudança poderá reduzir o número de países enquadrados nessa conceituação. Aportaria foi publica na edição de hoje (1º) do Diário Oficial da União, mas precisa de ato da Receita Federal, que usará padrões de transparência adotados pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) , explicou o chefe substituto da Divisão de Tributação Internacional, Flávio Barbosa.

Se o país tem 17%, por exemplo, o Brasil avaliará se ele se enquadra nessa situação, com base nos padrões da Receita. A OCDE será referência, mas serão observadas outras práticas, entre elas a transparência, salientou Andréa Costa Chaves, auditora fiscal da Receita.

Segundo ela, os países terão de se dirigir às autoridades brasileiras para pedir novo enquadramento. Ela destaca a Suíça, que tem critérios que transformaram recentemente o país “parcialmente em paraíso fiscal”.

Flávio Barbosa explicou que, em 2003, a OCDE reduziu de 36% para 25,5%, em média, mas, mesmo assim, o teto para o Fisco brasileiro permaneceu elevado e muitas regiões, para atrair investidores, continuaram na lista do chamado “paraíso fiscal”.

Ele acrescentou que a Alemanha e países da Europa Ocidental também têm alterado, como o Brasil, a alíquota da tributação da renda para enquadrar melhor a lista de países.

De acordo com a Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério da Fazenda, a OCDE é um órgão internacional e intergovernamental, que reúne os países mais industrializados e também alguns emergentes, como México, Chile e Turquia.

Fonte: Agência Brasil


Veja também:
Alta nos impostos
Jan 10, 2015

Alta nos impostos

O futuro ministro da Fazenda, Joaquim Levy, admitiu ontem a possibilidade de alta de impostos no conjunto de medidas necessárias para equilibrar as contas públicas, confirmando as previsões de aperto fiscal em 2015.
Tributação Unificada
Dez 29, 2014

Tributação Unificada

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio rejeitou no último dia 10, o projeto de Lei 7020/13, que institui o RTU para a importação de mercadorias, via terrestre, procedentes da Venezuela.
XIX Congresso|Temas 2ºdia
Set 09, 2015

XIX Congresso|Temas 2ºdia

Conheça os Grandes Temas que serão abordados durante o 2º e 3º dia do XIX Congresso Internacional de Direito Tributário da Abradt, realizado de 23 a 25 de setembro, nas Faculdades Milton Campos, em Belo Horizonte.
Mai 03, 2018

#tbt de hoje é do nosso presidente Valter Lobato com os ganhadores do Concurso de Teses em 2017, realizado durante o XXI Congresso Internacional de Direito Tributário! A tese que levou o “Prêmio Sacha Calmom” [1º colocado] foi a de Maurício Coutinho de Almeida. O 2º lugar ficou com Aluizio Porcaro Rausch e o 3º […]
Curso de Extensão em IRPJ
Abr 23, 2015

Curso de Extensão em IRPJ

O Curso de Extensão em IRPJ do IAED está com inscrições abertas. Associados à ABRADT têm 15% de desconto. Saiba mais e aproveite mais este benefício.
Eduardo Maneira na revista INOVA
Fev 17, 2016

Eduardo Maneira na revista INOVA

O tributarista e diretor da Abradt Eduardo Maneira escreveu para a revista INOVA, publicação da Caixa de Assistência dos Advogados de Minas Gerais, artigo sobre o papel de Minas Gerais no debate tributário nacional.